Engenheira florestal destaca a importância do Dia da Árvore

Especialista em gestão ambiental, a engenheira florestal Talita Walter falou da importância da data e da conservação das árvores.


Foto: Robson Komochena

Nesta segunda-feira (21), é comemorado no Brasil o Dia da Árvore. O objetivo da data é conscientizar sobre a importância da preservação das árvores e das florestas, incentivando a proteção do meio ambiente com atitudes que trazem benefícios à natureza.

 

Ao Riomafra Mix, a engenheira florestal Talita Walter, especialista em gestão ambiental, falou da importância da data e da conservação das árvores.

 

“Considerando a árvore como indivíduo único já é inquestionável tamanha beleza e imposição que ela causa na paisagem, se considerarmos o contexto floresta além da beleza paisagística é preciso enfatizar a sua essencial importância para a vida na Terra, inclusive a humana. Não esquecendo de levantar a importância que as árvores exercem sobre a biodiversidade, servindo de abrigo para diversas espécies, redução da poluição, conforto térmico, proteção do solo, nascentes, margens de rios”, destacou.

 

De acordo com Talita, ter um dia para propagar a importância da conservação das árvores e do meio ambiente como um todo, para que sirva de reflexo em todos os outros dias do ano é de extrema importância. “Se plantarmos uma árvore hoje, saberemos que ela precisará de cuidados os outros dias do ano, ou seja, plantar, regar, cuidar, para depois colher os frutos, assim como se plantarmos uma semente nas pessoas sobre conscientização ambiental hoje, atitudes serão tomadas todos os dias do ano. Então considero o dia da árvore, dentro do contexto da conscientização ambiental, como uma sementinha plantada e que precisa ser regada durante o ano todo”.

 

A engenheira florestal falou da sua árvore preferida: a Araucaria angustifolia conhecido popularmente como pinheiro, símbolo do Paraná.

 

“A nossa região está inserida no bioma Floresta Ombrófila Mista, ou seja, floresta com Araucárias, assim é perceptível para nós a imposição paisagística que essa árvore tem na floresta. Também é do pinheiro a semente que consumimos – o pinhão, de extrema importância para a cultura do sulista”, explicou.

 

Ainda, segundo a engenheira, para preservar espécies ameaçadas de extinção, como a Araucária, é preciso reformular atitudes, políticas e legislações. “Quando falamos de ecossistema não podemos esquecer que todos os seres vivos, assim como o ambiente tem suas inter-relações e são essenciais para a harmonia e o equilibro do ecossistema”.

 

A profissional finalizou destacando uma famosa frase de Martín Luther King: “Se eu soubesse que o mundo se acabaria amanhã, eu ainda hoje plantaria uma árvore”.