Pandemia não reduziu trânsito nas rodovias catarinenses durante o Natal

Expectativa é de que o fluxo de veículos também seja intenso em direção ao litoral catarinense durante o Réveillon.


 

A pandemia não intimidou os motoristas que pegaram a estrada durante o Natal em Santa Catarina. O fluxo de veículos foi praticamente idêntico ao movimento registrado no feriado do ano passado. Foi o que constatou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Arteris Litoral Sul.

 

Segundo o inspetor da PRF, Adriano Fiamoncini, o perfil dos turistas que circularam pelas rodovias federais de Santa Catarina foi o chamado doméstico — de pessoas que vivem no estado. O inspetor acredita que os turistas devem vir em maior número para o estado durante o Réveillon e o fluxo intenso de veículos deve se repetir.

 

“Nós acreditávamos que o fluxo durante o Natal seria menor por causa da pandemia, mas isso não se confirmou. É preocupante, embora não tenha nenhum evento ou festa grande de Réveillon, acredito que, mesmo assim, as pessoas pegarão a estrada”, avaliou Fiamoncini.

 

Quatro mortes nas estradas

O número de mortes no feriado de Natal foi o mesmo que no ano passado — quando quatro pessoas perderam a vida. Já o número total de acidentes e de pessoas feridas foi menor este ano (93 acidentes e 127 pessoas feridas no feriado de 2019; e 72 acidentes e 94 pessoas feridas neste feriado).

 

A fiscalização nas rodovias federais está sendo reforçada desde o dia 19 e será mantida até o fim do Carnaval.

 

Alerta para evitar aglomerações

O inspetor reforça o alerta para evitar o deslocamento durante a temporada de verão em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Todas as 16 regiões do Estado continuam na classificação de risco gravíssimo (cor vermelha) nesta segunda-feira (28).

 

Por Fábio Bispo